Documentoscopia

O que é documentoscopia digital?

Em 2015 foram feitas 1,94 milhão de tentativas de golpes usando documentos falsos, uma a cada 16,3 segundos de acordo com um levantamento do Serasa Experian. Neste levantamento o setor bancário ficava em terceiro lugar no ranking de setores com maiores tentativas, atrás de empresas de telefonia e serviços apenas. Em 2014 o número era ainda maior, a cada 15 segundos alguém tentava cometer uma fraude usando documentos falsos no Brasil.

Neste cenário, e com uma digitalização acelerada em todos os setores, com cadastros e contratações de serviços feitos de forma online, a necessidade de empresas e consumidores para uma maior segurança e checagem de informações só aumenta, e com isso, também a demanda por técnicas de verificação como a documentoscopia.

A documentoscopia digital é uma técnica para verificação da autenticidade dos documentos. Nela são utilizadas além da experiência do perito, equipamentos específicos para analisar as minúcias dos documentos. Entre as técnicas utilizadas na análise, podemos citar a grafoscopia, que consiste no estudo da escrita manuscrita. Com ela é possível verificar as assinaturas que constam em cada documento e se certificar de que pertencem à pessoa apontada. Por exemplo, é possível se certificar de que aquele RG foi de fato assinado pelo delegado responsável.

Essa técnica se divide em três etapas: exame da escrita, comparação com outro documento e avaliação final que resulta em um laudo informando da veracidade ou não daquela assinatura. Em um estudo mais aprofundado, essa técnica pode identificar ainda se a assinatura foi feita por alguém sob efeito de drogas ou ainda se estava sendo coagida.

Além da grafotecnia, a documentoscopia digital envolve ainda a análise do papel-moeda, exame de tintas para a verificação se a escrita foi feita de forma manual ou mecânica (carimbo), mecanografia (análise voltada para a escrita mecânica), análise dos selos, verificação do padrão de formatação, alinhamento, fontes, sobreposições de fotos e ainda identificação das chancelas.

RG

 

O Registro Geral brasileiro é o documento mais falsificado atualmente no Brasil, representando cerca de 80% do total de documentos falsificados no país. Um dos fatores que auxiliam neste dado é a validação do RG, que se constitui em uma operação mais complexa do que a validação do restante dos documentos devido aos diferentes padrões adotados em cada estado brasileiro.

Atualmente, a impressão deste documento é feita através da calcografia, um processo que possibilita a entrada de 2 cores na máquina de uma única vez e ainda preenche as áreas de gravação com tinta, trazendo uma alta resolução e sensibilidade ao tato no relevo o que dificulta a falsificação.

Para uma documentoscopia digital eficiente de um RG é necessário o conhecimento de todas as regras, padrões, selos e assinaturas vigentes em cada estado do país e ainda as variações que já aconteceram ao longo dos anos. A solução Oiti já possui essa expertise e uma análise automatizada para ajudar o seu negócio na prevenção de fraudes e ainda levando ao seu cliente a melhor experiência do mercado.