Acurácia

Acurácia: Sua importância para avaliação de soluções empresariais

Quando falamos de soluções empresariais, um ponto de avaliação sempre mencionado é a respeito da acuracidade. Quando consultamos em um dicionário encontramos duas definições de “acurácia” voltadas à matemática – exatidão de uma tabela ou de uma operação – e à física – propriedade de uma medida de grandeza física que foi obtida por processos ou por instrumentos isentos de erro (Fonte: Dicionário Michaelis). Já quando buscamos entender a origem da palavra, encontramos que vem do inglês, e que poderia ser traduzida em “precisão”, “exatidão” e “rigor”. Porém para explicar como tal termo se aplica à lógica empresarial precisamos ir mais a fundo.

A acurácia de uma solução diz respeito ao quão próximo a solução consegue chegar de um resultado tomado como referência e é utilizada para avaliar a eficácia de ferramentas, softwares, instrumentos de medição e afins.

Um termo bastante utilizado nas empresas refere-se também à acuracidade de estoque, ou seja, é necessária compreender se o inventário tem acurácia. Neste caso, é necessária a apuração de todos os produtos do estoque e posterior verificação se o que foi inventariado está de acordo com os registros do sistema. Caso o valor encontrado de produtos no inventário for semelhante aos registros podemos dizer que há acuracidade no inventário, ou seja, sua análise conseguiu chegar ao valor que era esperado.

Transferindo o exemplo para o mercado de atuação OITI, a acurácia da solução de reconhecimento facial é medida por qual a chance das faces cadastradas serem reconhecidas. O recomendado é que a solução tenha uma acurácia acima de 90%. A OITI, devido à sua expertise em reconhecimento facial e constante aprimoramento, consegue identificar os pontos da face e fazer um tratamento prévio da imagem, sem prejudicar as características da biometria, mas aumentando a taxa de reconhecimento quando a imagem é de baixa qualidade ou com pouca luz. Este fator contribui para o aumento da acurácia da nossa solução, que é referência no mercado.

Diferença entre acurácia e precisão?

Precisão é a proximidade entre os valores obtidos quando há a medição de forma repetida. Se depois de efetuar o mesmo teste, sob as mesmas condições e variáveis o resultado não se alterar ou se alterar pouco, podemos dizer que há uma precisão nos resultados. Quando falamos de um método de medição acurado, é que o mesmo consegue obter resultados igual ou próximo do que foi colocado como referência, ou seja, quando há uma expectativa ou um objetivo, um método acurado é aquele que consegue chegar o mais perto possível deste objetivo.

Vamos retomar o exemplo que colocamos acima, sobre acuracidade no estoque. Vimos que caso o inventário apure um valor semelhante ao que estava registrado podemos dizer que há acuracidade no inventário, caso contrário, não há. Mas mesmo sem acuracidade, é possível que o inventário seja preciso. Mesmo que não chegue ao valor registrado, ele chegou a um determinado valor, se depois de inúmeras recontagens o valor encontrado for o mesmo, o inventário foi preciso, mesmo sem acuracidade. Caso o inventário não chegue ao número registrado e depois de várias análises também não chegue a um valor comum, nesse caso, o inventário não possui acuracidade e também não é preciso.